As empresas familiares do agro podem cometer pecados “capitais”?

Por Harry Fockink

Harry Fockink, parceiro do Agro Family Office. Especializado em psicologia empresarial, programas de qualidade, produtividade e gestão empresarial. Apoia empresas familiares, ajuda na transformação de herdeiros em sucessores e participa em conselhos de administração.

Falar em pecados leva a pensar na Bíblia? E o que lhe vem à cabeça ao falar em pecados capitais em empresas familiares? Tem algo de bíblico nisso?
Segundo o livro sagrado dos cristãos, pecados são as transgressões aos Mandamentos de Deus e castigados com a morte. Não a física, mas a espiritual, o que para um crente é pior.
Apesar de ser impossível não pecar, e por isso existe o perdão, é bastante simples saber o que fazer ou não. Basta obedecer aos Dez Mandamentos.
Já numa empresa familiar não é bem assim. Nada de mandamentos; existem muitos pecados a serem cometidos. Alguns são capitais, termo criado pelo Papa Gregório Magno, baseado no seu entendimento da Bíblia. Outros são mortais, como os deste artigo, que estão baseados na minha experiência, entendimento e pesquisas sobre o tema da Perenização da empresa familiar.
Para atingir a “vida eterna” como organização familiar – se perpetuar – existem pecados nos quais não se deve incorrer, pois o castigo é a “morte” da empresa. Infelizmente algo muito comum, tanto que, de cada cem empresas familiares, apenas três chegam até a quarta geração.

São quatro os pecados mortais:

  1. Não haver a transição de vida e poder de quem dirige a empresa, caindo na complicada e pouco recomendável sucessão. O perdão a esse pecado se obtém através de uma constante evolução na forma de exercer o poder – o fundador sendo cada vez menos operacional ao longo do tempo. Trata-se de um processo que leva anos. Às vezes décadas. Esse pecado também é conhecido como centralização do poder e dependência do fundador ou presidente da empresa.
  2. Criar herdeiros e sucessores e não continuadores. Herdeiro é quem tem direito legal, sucessor é o herdeiro que passou por alguns ritos de preparação de cunho técnico. Continuador é o herdeiro que tem as atitudes adequadas para receber e cuidar do legado. A absolvição para este pecado se dá através da adoção, por filhos, filhas, netos, netas, sobrinhas ou sobrinhos, quando não fazem parte da personalidade, de atitudes que caracterizam os continuadores, especialmente uma delas – grande capacidade de superar adversidades.
  3. Competição burra entre integrantes das empresas ou das famílias empresárias, o que leva a infindáveis discussões e até conflitos boa parte dos quais não são utilizados ou resolvidos, perdendo-se oportunidades e pior, gerando rupturas ou ressentimentos, verdadeiras bombas relógio humanas. A remissão deste pecado se obtém, principalmente, através da mudança da forma de se comunicar, além de responsabilizar a si e não ao outro pelo que ocorre.
  4. Modelo de gestão desestruturado e confuso. Pecado para o qual se obtém o perdão com menos dificuldade – basta organizar a casa, tendo os números da empresa sob controle, gerando valor com austeridade, qualidade e agressividade comercial, mantendo os familiares que atuam na empresa ou não, os principais executivos vetorializados, ou seja, com esforços orientados para a formalização do que estiver combinado e planejado.

Com isso se evita o famigerado pai rico, filho nobre e neto pobre, como previsto na Bíblia, no Êxodo: “a iniquidade dos pais cairá como castigo sobre os filhos e sobre os filhos dos filhos até a terceira e quarta geração”.

Na sua empresa familiar, principalmente sendo do agro, em que o engajamento familiar saudável é mais importante, está se pecando “capitalmente”? Tem sido trabalhado o perdão ou pelo menos se cogitado fazê-lo? Que fazer uma checagem rápida como está? Mande e-mail para harry@fockink.com.br colocando no assunto: pecados capitais. Como resposta receberá um questionário que lhe ajudará a fazer uma análise dos seus pecados.
Ao descobrir quais são, entre em contato com o Agro Family Office, que apresenta todas as soluções que você precisa para “deixar de pecar” e tornar sua empresa familiar saudável, mais sólida e perene.


Fatos & Notícias
(11) 99775-6494 | www.facebook.com/Fatos